domingo, 27 de dezembro de 2009

Exceção à Regra

Como toda regra tem sua exceção, a excessão da minha regra de não mais comprar livros de receitas foi o Gormet Today, livro de receitas editado pela Ruth Reichl, a então editora-chefe da recém extinta Revista Gourmet, que foi fechada do dia para noite pela Conté Nast que também publica a Bon Appétit.

O livro foi lançado algumas semanas antes do anúncio e ele é ótimo, tinha copiado algumas receitas, mas depois do anúncio do fechamento da revista eu tratei logo de colocar uma cópia "on hold" antes que eles sumissem das prateleiras. Dito e feito, na semana do Natal o livro estava esgotado, mas o meu exemplar está na estante esperando para ser utilizado na cozinha.




Hoje eu fiz o bolo de pêras que me fez comprar o livro "Good Food for All"(livrinho tudo de bom esse), é época de pêras aqui no hemisfério elas estão abundantes e baratas no mercado, na receita farinha de espelta ao invés de farinha de trigo, eu nunca tinha ouvido falar dessa farinha mas depois de uma pesquisa básica no google:

A farinha de espelta é rica em fibras, proteínas, fósforo e vitaminas do complexo B, pode ser utilizada como substituição da farinha de trigo integral.

O bolo é uma delícia e muito saudável e não deixa a consciência pesada.



Bolo de Pêras e Especiarias

do livro Good Food for All

3 xíc. de farinha de espelta
1 c. de sopa de canela em pó
1 c. de chá de bicarbonato de sódio
1 c. de chá de sal
1 1/3 de óleo vegetal
2 xíc. de açúcar mascavo
3 ovos
3-4 pêras descascadas cortadas e cubos
1 xíc. de pecans ou nozes picadas(opcional)
1 c. de chá de essência de baunilha

1. Preaqueça o forno à 180ºC. Numa tigela coloque a farinha, a canela em pó, o bicarbonato de sódio e o sal. Em outra tigela misture os ovos, o óleo e o açúcar mascavo até ficar homogêneo.
2. Adicione a mistura de farinha na mistura de ovos.
3. Adicione as pêras e as nozes, misture até incorporar, adicione a essência de baunilha.
4. Coloque numa forma untada e leve ao forno por 75-90 minutos.
5. Retire do forno e deixe esfriar.

Para finalizar a foto que sintetiza o Natal 2009.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Ler

Os livros de 2009:

Dreams from my father - Barack Obama
My spiced life - Dalia Jungensen
Tender at the Bone - Ruth Reichl
Comfort me with apples - Ruth Reichl
Garlics and Saphires - Ruth Reichl
Animal, Vegetal, Miracle - Barbara Kingsolver
The time traveler's wife - Audrey Niffenegger
In Defense of food - Michel Pollan
The Giver - Lois Lowry
Harry Potter and the Philosopher's Stone - J.K. Rowling
Harry Potter and the Chamber of Secrets - J.K. Rowling
Harry Potter and the Prisioner of Azkaban - J.K. Rowling
Harry Potter and the Goblet of Fire - J.K. Rowling
Harry Potter and the Order of Phoenix - J.K. Rowling
Harry Potter and the Half-Blood Prince - J.K. Rowling
Harry Potter and the Deathly Hallows - J.K. Rowling

Mafalda

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Papai Noel Deixou


Esse ano fui inspirada pelo livro natalino da Nigella, que tem um capítulo "Gifts from the kitchen", com presentes de Natal ao estilo "do it yourself". Achei a idéia ótima e depois de uma passadinha na Ikea para comprar potes com fecho hermético coloquei a cozinha para funcionar.

No livro ela sugere presentes como açúcar com baunillha, muito simples de fazer, é só colocar uma ou duas favas de baunilha no pote com açúcar e esperar algumas semanas par o açúcar pegar o gosto. Eu faço o meu açúcar com baunilha há algum tempo e ele é delicioso, dá um gosto muito especial nas receitas e as favas não tem "validade", então é só completar mais açúcar conforme for utilizando.

Mas eu resolvi fazer a receita de feta marinado para um dos meus presentes, é só cortar o queijo feta em cubos e temperar a gosto, eu fiz o meu com pimenta seca em flocos, pimenta-do-reino moída na hora, orégano, raspas de limão, pimenta rosa e sementes de mostarda. Depois do queijo temperado é só colocar num pote esterelizado e completar com azeite.

Fiquei empolgada com a idéia de dar presentes em potinhos, eles ficam lindos, sem contar que um presente feito por você é um mimo sem tamanho para os amigos. Para uma amiga que adora a minha granola, assei uma fornada, mas adicionei meia xícara de Maple Syrup e ela ficou ainda mais gostosa. Para os Lapins fiz requeijão caseiro e doce de leite, dessa vez usei azeite de oliva ao invés de manteiga e o resultado foi o mesmo na consistência. Para o doce de leite, não pensem que eu cozinhei uma lata de leite condensado na panela de pressão, não eu fiz o doce de leite caseiro, aquele que ficas horas cozinhando no fogão, segui a receita do Panelinha, no site eles dizem que o doce cozinha por uma hora, bom acho que só se for na cozinha power-ulta-mega hightech deles porque o meu cozinhou por 3 horas até chegar no ponto.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Disjunare*


Eu realmente invejo quem consegue começar o dia sem tomar café da manhã. Eu nunca consegui, mesmo tendo que sair da cama mais cedo e perder minutos preciosos de sono eu simplesmente não consigo sair de casa de estômago vazio pensando que a próxima refeição só será o almoço doze longas horas depois, isso para mim é a mais pura tortura. Posso dar uma tapeada no almoço, tomar um iogurte no jantar, mas se eu pular o café da manhã fico num mau humor que nem eu aguento, ele é sem a menor sombra de dúvida a refeição mais importante do meu dia.

Durante a semana eu não tenho tempo de preparar um café da manhã muito elaborado, são duas torradas e um copo de suco e o dia começa. Domingo passado, o único dia da semana que eu acordei sem pipipi do despertador eu resolvi fazer um super café da manhã com direito a panquecas, receita que eu queria experimentar desde a minha fase "cozinha espanhola" durante os preparativos do meu aniversário. Elas ficam prontas rapidinho e são deliciosas, perfeitas para o café da manhã de um domingo preguiçoso.

Aproveito o post para colocar a tradução da receita do Bolo Prestígio que eu fiz no meu aniversário, hoje é aniversário do meu vizinho que ganhou o bolo de presente na data especial.

A foto é da minha máquina de costura nova(!!!). Fiquei tão empolgada quando coloquei a fronha de chitão no meu travesseiro que resolvi me dar a máquina de presente de Natal, estou costurando a todo vapor, essa semana termino o jogo de panos de prato que estou fazendo para cozinha.


Panquecas de Azeite de Oliva

1 3/4 xíc. de farinha de trigo
2 c. de sopa de açúcar
2 c. de sopa de fermento em pó
1/4 c. de chá de sal
1 ovo ligeiramente batido
1 1/2 xíc. de buttermilk*
1/4 xíc. de azeite de oliva extra-virgem
1/2 xíc. de chocolate meio-amargo
1/4 xíc. de mel

Misturar a farinha, açúcar, fermento e o sal numa tigela. Adicionar o ovo, o buttermilk 2 c. de sopa de azeite. Misture até obter uma massa cremosa. Adicione o chocolate. Aqueça uma frigideira antiaderente e com a ajuda de uma concha faça as panquecas. Guarde-as no forno até a hora de servir. Decore com folhas de hortelã e sirva com mel.

*Buttermilk: misture 1 colher de suco de limão ou vinagre branco em 1 xíc. de leite. Deixe descançar por 15 minutos.

Bolo Prestígio

100g de cacau em pó
200g de manteiga em temperatura ambiente
250g de açúcar
4 ovos
200 ml de leite
5g de fermento em pó
pitada de sal

para o recheio
100g de coco ralado
1 lata de leite condensado
250 ml de leite

para calda
100g de coco ralado
50g de cacau em pó
100g de açúcar
50g de manteiga
200 ml de leite

Preaqueça o forno a 180ºC. Separe as gemas das claras, ferva o leite e misture a farinha com o cacau e o fermento. Numa tigela bata a manteiga com o açúcar, em seguida acrescente as gemas, uma a uma. Acrescente o leite e aos poucos a mistura de farinha. Com uma pitada de sal bata as claras em ponto de neve firme, incorpore à massa delicadamente. Coloque numa forma untada e leve ao forno por aproximadamente 40 minutos.

Numa panelinha leve ao fogo os ingredientes da calda até ferver.

Coloque os ingredientes do recheio(menos o coco ralado) numa panela e leve ao fogo baixo até ferver, cozinhe por 5 minutos mexendo sempre.

Divida o bolo em dois, molhe a parte inferior com a calda, coloque o recheio, cubra com a outra metade, regue com o restante da calda e decore com o coco ralado.

*do latim "quebrar o jejum"

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Let It Snow

Para Carla que queria ver neve, vídeos da primeira tempestade da temporada.


video


video

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Snow is Glistening

A primeira neve que deixou tudo branquinho mesmo, que parece que chegou pra ficar, para alegria dos que queriam neve antes do Natal e para a tristeza dos que não suportam o frio. Agora não tem mais jeito o casaco de frio sai do armário junto com os aparatos de inverno, cachecol, luva, meia-calça, meia 3/4, meia, bota e o gorro como a cereja do bolo. É hora de ver como as primeiras neves são lindas, tão braquinhas, parecendo açúcar como disse a vizinha.

No dia em que a cidade ficou com cara de Natal, eu fui comprar os meus primeiros equipamentos de costura. Tesouras e alfinetes depois, aqui os endereços das lojas de tecidos e armarinhos em Montréal, dois sites de lojas online que vedem tecido e o site da Amy Butler que tem estampas lindas sempre.

Fabric Ville
354 St-Catherine W.
Métro: Place-des-Arts

Effiloché
6252 St-Hubert
Métro: Beaubien

Fabric.com

Purl Soho


Amy Butler

sábado, 5 de dezembro de 2009

Costurando


Lembram que eu falei aqui que dentro de mim mora também uma senhorinha que adora tricotar assistindo uma novela, que acha que uma das coisas mais aconchegantes do mundo é o cheiro de um bolo assando no forno e que adora receber as comadres para um chá da tarde? Pois é o meu lado senhorinha fica mais aflorado no inverno, quando as temperaturas gélidas não permitem um piquenique no parque, eu sinto vontade de fazer fazer tricot, assar todo o tipo de quitutes gostosos e ultimamente a minha senhorinha estava com uma vontade tão grande de aprender a costurar. Saí pedindo para todos os amigos prendados na arte para me ensinar(surpreendentemente trabalho com 4 pessoas que dominam a arte do corte e costura), essa semana conseguimos marcar um dia, o preço da minha aula? Cookies de banana.

Minha senhorinha ficou tão feliz quando saiu da casa da amiga com uma fronha feita todinha por ela, exclusiva, com o chitão que ela trouxe do Brasil.

Para não deixar as blueberries que eu tinha na geladeira, assei uma fornada de muffins para levar e vou aproveitar a deixa para traduzir a receita que publiquei aqui em francês para o português, a pedidos da Carla, então Carlota aí vaí, depois você me conta se os seus ficaram bons.

Cookies de banana com nozes e chocolate


1 xíc. de farinha de trigo
1/2 xíc. de farinha de trigo integral
1/2 c. de chá de bicarbonato de sódio
150g de manteiga em temperatura ambiente
1/2 xíc. de açúcar
1/2 xíc. de açúcar mascavo
1 ovo
1 1/2 c. de chá de extrato de baunilha
1 xíc. de aveia em flocos
1/2 xíc. de banana massada
250g de chocolate meio amargo picado
1/2 xíc. de nozes picadas

1. Preaqueça o forno à 180ºC. Misture numa tigela as farinhas, o sal e o bicarbonato de sódio.
2. Em outra tigela coloque a manteiga e os açúcares, bata na batedeira até que fique claro e macio. Reduça a velocidade e adicione o ovo e a essência de baunilha. Adicione a banana. Delicadamente adicione as farinhas, depois que incorporá-las à massa, acrescente a aveia, o chocolate e as nozes.
3. Faça bolinhas do tamanho de uma noz e coloque em assadeiras untadas ou com papel manteiga. Asse até que os cookies fiquem dourados. Deixe esfriar completamente.


Muffins multi-sabores

2 1/2 xíc. de farinha de trigo
3/4 e xíc. de açúcar
2 c. de chá de fermento em pó
1 c. de chá de bicarbonato de sódio
uma pitada de sal
100g de manteiga em temperatura ambiente
2 ovos
1 xíc. de iogurte
1 c. de chá de essência de baunilha

- 1 1/2 xíc. de frutas secas; chocolate; nozes; frutas vermelhas

1. Preaqueça o forno a 180ºC.
2. Numa tigela misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Misture a manteiga com as mãos até obter uma farofa.
3. Em outra tigela misture o iogurte, os ovos e a essência de baunilha, adicione na tigela com a farofa de manteiga e farinha. Coloque o recheio escolhido.
4. Coloque a massa na forma para muffins, asse por 20 minutos até que fiquem dourados




video

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Brasil - A Livraria


Brasil - O Suco


Conversa na lanchonete perto do trabalho quando fui comprar o meu café da manhã, pouco antes de ir para o Brasil:

Eu: ...eu vou pegar também um suco de laranja
Moço: feito na hora ou Tropicana
Eu: quão fresco é o suco feito na hora?
Moço(tirando uma com a minha cara): muito fresco a gente vai pegar as laranjas no pé pra fazer
Eu: da onde eu venho suco fresco é aquele que você toma assim que termina de espremer as laranjas, você sabe né depois de 15 minutos o suco já começa a oxidar...
Moço: Mas ele dura dois dias
Eu: eu vou pegar uma garrafa de Tropicana....

Não preciso nem falar que eu me acabei no suco de laranja fresco no Brasil, 2 dias imagina que gosto horrível esse suco não deve ter...afif prefiro não comentar.

Brasil - O Dente


Parada obrigatória no dentista, foi o siso e ficou o juízo(será?).

Brasil - O Mercado




Brasil - A Praia

Porque sem ela as férias não seriam completas, claro que depois de um ano sob o ardente sol de Montréal e com o bronzeado morena jambo que ele me deu, fiquei toda vermelha(mesmo passando protetor solar 55), mas fazer o que o sol daqui é meia boca e a praia e feita nas margens do rio, bem fake.




Brasil - As Receitas

Claro que as minhas férias foram só do trabalho, aproveitei o tempo livre para preparar quitutes que estava com vontade de comer.

Cheguei no Brasil morrendo de vontade de comer bacalhau, a vontade era tanta que 1 kg do peixe foi desalgado para virar uma Bacalhoada e um Bacalhau à Gomes de Sá, ambos deliciosos.

Os cookies eu fiz de presente para Marina quando fui visitar sua casa nova e o manjar foi um especial para o meu pai, que segundo a minha mãe adora manjar-branco(porque eu acho que segundo ele essa preferência é muito mais amplo, com arroz-doce, doce de abóbora e afins na lista).

Bacalhoada

800 g de bacalhau em postas
2 cebolas
2 tomates
1 pimentão verde
1 pimentão vermelho
1 kg de batata
1 xícara (chá) de azeitonas pretas sem caroço
250 ml de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de salsinha picada
pimenta-do-reino a gosto

1. Numa tigela, coloque o bacalhau e cubra com água. Deixe de molho por 12 horas e troque a água 5 vezes.
2. Corte as cebolas e os tomates em rodelas. Corte os pimentões ao meio no sentido do comprimento. Retire as sementes e corte cada metade em cubos. Corte as azeitonas em quatro no sentido do comprimento.
3. Descasque as batatas, coloque numa panela, cubra com água e adicione 1 colher (chá) de sal. Leve ao fogo alto e, quando ferver, deixe cozinhar por 10 minutos. Para verificar o ponto, espete um garfo, as batatas devem estar macias.
4. Escorra a água e deixe as batatas esfriarem. Corte-as em rodelas de 1 cm de espessura.
5. Em outra panela, coloque o bacalhau dessalgado e cubra com água. Leve ao fogo alto e deixe ferver por 5 minutos. Desligue o fogo e escorra a água.
6. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média).
7. Num refratário, espalhe o bacalhau e arrume todos os outros ingredientes por cima. Regue com o azeite de oliva e polvilhe com a salsinha. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno por 30 minutos.
8. Retire o papel-alumínio e deixe assar por mais 15 minutos. Sirva bem quente.

Bacalhau à Gomes de Sá

500g de bacalhau desalgado
375 ml de leite
2 folhas de louro
4 a 5 grãos de pimenta-do-reino
500g de batatas, descascadas e cortadas em rodelas
8 c. de sopa de azeite de oliva
2 cebolas cortadas em rodelas
um punhado de azeitonas pretas
3 ovos cozidos
salsinha a gosto

Cozinhar o bacalhau em água fervente por 10 minutos. Retirar a pele e os espinhos. Ferver o leite com as folhas de louro e os grãos de pimenta numa panela grande, desligar o fogo, colocar o bacalhau e deixar repousar de 1h30 à 2 horas, escorrer e reservar o leite. Cozinhar as batatas até que fiquem macias mas firmes. Aquecer 4 c. de sopa de azeite, refogar a cebola, acrescentar as batatas e o bacalhau, acertar a pimenta-do-reino. Colocar o restante do azeite num refratário, colocar o refogado de bacalhau e batatas, as azeitonas e a salsinha, misturar delicadamente, regar com um fio de azeite e com 125 ml do leite. Asse por 10 minutos em forno preaquecido à 200ºC. Colocar o ovo cozido cortado em rodelas antes de servir.

Cookies de Chocolate

110 g de manteiga em temperatura ambiente
2 gotas de essência de baunilha
1 xícara (chá) de açúcar mascavo (ou refinado)
1 ovo
1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 xícara (chá) de castanhas-de-caju moídas
250 g de chocolate meio amargo

1. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte uma assadeira grande com manteiga e polvilhe com farinha de trigo.
2. Numa tábua, pique o chocolate.
3. Se as castanhas-de-caju estiverem inteiras, triture-as no processador de alimentos ou no liquidificador.
4. Numa tigela, peneire a farinha de trigo. Junte as castanhas-de-caju moídas e a manteiga amolecida. Misture com as pontas dos dedos até obter uma farofa úmida. Acrescente o ovo, o açúcar, o fermento e a essência de baunilha. Com as mãos, misture bem até a mistura ficar homogênea. Adicione o chocolate picado e misture novamente. Faça bolinhas do tamanho de uma noz.
5. Na assadeira untada, disponha as bolinhas, deixando 2 cm de espaço entre elas.
6. Com um garfo, pressione levemente cada bolinha para ficarem com um formato achatado.
7. Leve a assadeira ao forno preaquecido para assar por 25 minutos. Os cookies devem crescer e dourar ligeiramente. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade. Sirva a seguir.

Manjar-Branco

400 ml de leite de coco
3 xícaras (chá) de leite
5 colheres (sopa) de açúcar
5 colheres (sopa) de maisena
óleo de canola para untar

1. Numa panela grande, junte todos os ingredientes e misture muito bem com uma colher até dissolver a maisena.
2. Leve a panela ao fogo médio, mexendo sempre. Quando a mistura ferver, deixe cozinhar por mais 5 minutos, sem parar de mexer. Desligue o fogo.
3. Unte uma fôrma de pudim com óleo. Em seguida, transfira o creme da panela para a fôrma. Deixe esfriar.
4. Enquanto o manjar esfria, comece a preparar a calda.
5. Quando o manjar estiver completamente frio, leve à geladeira e deixe gelar por 2 horas.

calda
150 g de ameixas-pretas
1/2 xícara (chá) de água
1 xícara (chá) de açúcar

1. Numa panela pequena, junte as ameixas, a água e o açúcar e leve ao fogo baixo.
2. Deixe cozinhar por 10 minutos ou até que a calda fique em ponto de fio.
3. Desligue o fogo e deixe a calda esfriar.

Brasil - A Música

Vídeo do último bis à capella do final do show de lançamento do DVD "Pra se ter alegria" da Roberta Sá no CitiBank Hall.



video

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Férias

A dona desse blog está de férias em terras tupiniquins e aproveita para também tirar férias do blog. Postagens contando da viagem virão fresquinhos assim que eu voltar para Montréal.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Arroz Branco, Farofa e a Malagueta


Quem acompanha as minhas experiências culinárias já leu que eu tenho uma vizinha fiel, que é a desgustadora oficial dos pratos que eu preparo(ela reclama que tudo que a gente faz tem comida no meio, mas fazer o que né, arrumou uma vizinha chef wanna be tem dessas coisas).

A vizinha é daquelas que come com prazer, experimenta de tudo, daquelas pessoas que dá gosto cozinhar sabe? Ela tem muitos talentos, mas o dote da culinária não é um deles, esse departamento fica a cargo do namo, que é moço prendado que só na cozinha(esse é pra casar, hein vizinha). Ontem ela me ligou, estava com essas vontades que não passam de comer arroz com feijão, me convidou para jantar, por causa da yoga tive que recusar o convite, mas como é a vizinha eu pedi na cara de pau mesmo uma quentinha...não podia de forma alguma ficar sem um arrozinho com feijão, com contar a farofa, ah a farofa de banana, uma delicía. Ultima vez que comi essa iguaria na casa da vizinha bati dois pratos de pedreiro, me acabei, tirei a barriga da miséria(1 ano em Montréal e nunca fiz arroz com feijão em casa).

Viu vizinha, você pode não ser a cozinheira das mais prendadas, mas você é a melhor companhia para se ter na cozinha para um tricot e na sua casa tem o melhor arroz com feijão e farofa de Montréal.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Pequena Seleção

Se tem uma coisa que me tira do sério é receita que dá errado. Você investe um tempo enorme na preparação e o resultado de horas na cozinha vira uma gororoba feia e de gosto duvidoso, nossa fico para morrer, por isso sou bem chata nas receitas que eu quero fazer, leio várias vezes e as vezes só de ler já sei se o potencial é bom ou desastroso.

Quando eu comecei a cozinhar eu queria comprar todos os livros que via pela frente. Esse mês o estoque de Natal começou a chegar na livraria e os livros de culinária em especial vedem muito durante esse período e o nosso estoque está lotadasso. Muitos livros são lançados nesse período e quase todo dia tem um livro novo que chega. Eu procuro dar uma espiada em todos para saber o que indicar, mas são realmente poucos que integram a minha pequena biblioteca gastrônomica ou que eu gastaria o meu rico dinheirinho comprando(livros de receita são caros que só, não saem por menos de 30 - 40 dólares, então para comprar tem que ser muito, mas muito bom). Fiz uma pequena seleção aqui para quem quer começar a sua própria biblioteca gastronômica.

* Fundamentos da Cozinha Italiana Clássica - Marcella Hazan

É disparado o melhor livro de receitas que eu tenho. Ele é muito simples, não tem fotos, mas as receitas são tão bem escritas e detalhadas que te dão confiança suficiente para fazer a receita.

* Martha Stewart's Cookies

Impressionante as receitas do livro. Elas nunca falham(nem as receitas do site), são sempre deliciosas e com instruções precisas. Esses cookies já fizeram muitos aniversáriantes felizes.

* Cozinha de Estar - Rita Lobo

A maioria das receitas do livro está também no Panelinha, mas gosto de como o livro é dividido e nas opções de menu. Fora as ótimas dicas para festas, sempre que faço um jantar dou uma espiada nele para ter certeza que não estou esquecendo de nada.

* À la di Stasio e Pasta et cetera - Josée di Stasio

A Josée di Stasio tem um programa na TeleQuebec bem popular por aqui, nunca assisti, mas já testei algumas receitas dos livros e elas são ótimas. Simples e fáceis de fazer mas bastante sofisticadas.

* The Silver Spoon, 1038 Recipes, I know how to cook, Vefa's Kitchen

A Phaidon relançou esses três livros que são literalmente bíblias da culinária italiana, espanhola francesa e grega. As receitas não são muito detalhadas, mas trazem os passos básicos para a execução de cada receita.

* Carlota - Carla Pernambuco

Amo esse livro, já experimentei várias receitas e elas são maravilhosas, algumas eu acho sofisticadas por demais, mas é bom poder fazer em casa as delícias do charmossísimo Carlota(que é caro de doer).

* Grand Larousse Gastronomique

Clássico dos clássicos, ótimo como referência para tudo relacionado a culinária e afins.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Neve

video

Primeira neve do ano!

domingo, 18 de outubro de 2009

É Sopa


Depois de responder o comentário da Juliana, que me pediu sugestões de receitas feitas com abóbora, nesse post fiquei eu com vontade de cozinhá-las.

Quando eu comecei a cozinhar, uma das primeiras coisas que eu aprendi a fazer foi sopa de abóroba e foi um incentivo para continuar cozinhando porque elas nunca deram errado e sempre ficavam uma delícia.

As abóboras estavam lindas no Jean-Talon e resolvi experimentar a sopa de Abóbora com Maçãs do livro "Good Food for All. Segui a receita mas adicionei cenouras porque não resisti aos encantos das cenouras multi-coloridas que encontrei no Jean-Talon, nunca comi cenouras tão gostosas, docinhas e crocantes.



Butternut Squash and Apple Soup
2 tbsp vegetable oil
1 large onion, chopped
2 cloves garlic, finely chopped
1/2 tp ground nutmeg
1 large butternut squash, peeled, seeded and cut into 1-inch cubes
4 cups vegetable broth
2 apples peeled, cored and diced
1 14-oz can coconut milk
salt and freshly ground pepper

1. Heat oil in large pot over medium-high heat. Add onion, garlic and nutmeg; sauté until onion begins to brown, about 5 minutes.
2. Add squash, broth, apples and coconut milk. Bring to a boil; reduce the heat and simmer, uncovered, until squash and apple are tender, about 30 minutes.
3. Using an immersion blender, purée soup really well. Season to taste with salt and pepper. Bring soup to a simmer, thinning with more broth if desired.

sábado, 17 de outubro de 2009

Dolce


Essa semana comprei todos os ingredientes para fazer um Tiramisu para levar num Bake Sale no trabalho. Mas na véspera eu estava super cansada depois de ter passado a tarde correndo atrás dos documentos que eu preciso para aplicar para escola, acabou que eu não fiz e fiquei com todos os ingredientes na geladeira. Para não ficar com uma receita inteira de doce só para mim resolvi fazer um jantar que combinasse com o Tiramisu, acabei fazendo uma lasanha de cogumelos e uma salada de tomates(para aproveitar o finalzinho da safra). O jantar estava uma delícia, mas ele foi a estrela da noite.

Tiramisu

3 large eggs, separated
3/4 cup sugar
1 (8-oz) container mascarpone cheese (1 scant cup)
1/2 cup chilled heavy cream
2 cups very strong brewed coffee or brewed espresso, cooled to room temperature
2 tablespoons sweet Marsala wine
18 savoiardi (crisp Italian ladyfingers, 6 oz)
1/4 cup fine-quality bittersweet chocolate shavings (not unsweetened; made with a vegetable peeler) or 2 tablespoons unsweetened cocoa powder

Beat together yolks and 1/2 cup sugar in a large bowl with an electric mixer at medium speed until thick and pale, about 2 minutes. Beat in mascarpone until just combined.

Beat whites with a pinch of salt in another bowl with cleaned beaters until they just hold soft peaks. Add remaining 1/4 cup sugar a little at a time, beating, then continue to beat whites until they just hold stiff peaks. Beat cream in another bowl with cleaned beaters until it just holds soft peaks. Fold cream into mascarpone mixture gently but thoroughly, then fold in whites.

Stir together coffee and Marsala in a shallow bowl*. Dip 1 ladyfinger in coffee mixture, soaking it about 4 seconds on each side, and transfer to an 8-inch glass baking dish (2-quart capacity). Repeat with 8 more ladyfingers and arrange in bottom of dish, trimming as needed to fit snugly. Spread half of mascarpone mixture evenly over ladyfingers. Make another layer in same manner with remaining ladyfingers and mascarpone mixture. Chill tiramisu, covered, at least 6 hours.

Just before serving, sprinkle with chocolate.

*como eu não tenho café em casa, fiz a calda de chocolate do pavê de coco para molhar as bolachas.

Applesauce



As maçãs que estavam transbordando na minha fruteira viraram applesauce hoje de manhã. A receita está aqui.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Yoga 2


Domingo passado, conversando com a Ana e o Lior depois da colheita de maças, fui lembrada de como não postei mais sobre os meus lugares preferidos de Montréal. Tinha uma listinha, mas pela falta de tempo não consegui terminá-la.

Então dando continuidade à lista, o lugar de hoje é o estúdio aonde eu faço yoga. Depois de pipocar em diferentes aulas sem nunca encontrar direito o tipo de yoga que eu queria, sempre dividida se deveria ou não pagar o preço do estúdio, no mês passado resolvi que se queria levar mesmo yoga a sério o estúdio valia o invetimento, passei a mão na minha poupança e comprei a carta de 3 meses ilimitado(que no final acabou custando só CAN$ 50.00 mais cara que 3 meses de mensalidade na YMCA). Foi o incentivo que eu precisava, desde então no mínimo 3 vezes por semana eu estou lá para fazer aula, assim o estúdio passou a ser, tirando o trabalho e a minha casa, o lugar que eu mais frequento por aqui. Os preços parecem caros no começo, mas para mim valeu muito a pena, em um mês vejo progresso nas minhas posturas como não via em meses. O estúdio não só virou um lugar favorito como um dos mais importantes para mim aqui.

Yoga Sangha

3437, rue St-Denis
(514) 499-1726
info@yoga-sangha.com
Métro: Sherbrooke

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Good Food


Desde que o livro de receitas "Good Food for All" de um jardim comunitário nos arredores de Toronto chamado The Stop, chegou na livraria, que eu estou num debate interno se devia ou não quebrar a minha regra de não comprar mais livros de receitas(1. porque eles são caros 2. porque posso pegar as receitas na internet 3. porque já tenho muitos 4. porque trabalho numa livraria e posso copiar quantas receitas eu quiser de qualquer livro do estoque 5. porque posso usar os livros da biblioteca e tirar xérox). Estava num embate ferroz, adorei o livro, ele é o primeiro que é divido em estações que me agrada e com a proposta de apresentar uma culinária simples e acessível mas muito saborosa. Depois de fazer a receita de chilli de vegetais que ficou uma delícia, acabei comprando o livro.

Ontem aproveitando que o tofu estava em promoção no supermecado resolvi experimentar a receita de Tofu assado com vegetais e feijão. A receita estreou a minha primeira Le Creuset, que eu comprei umas semanas atrás em promoção na Winners, desde comecei a cozinhar queria comprar uma mas não tinha coragem de pagar, elas custam uma pequena fortuna, mas se bem cuidadas são panelas para vida inteira, para deixar de herança. Na hora de cozinhar elas são versáteis porque vão ao forno, não soltam metais pesados e distribuem o calor por igual, sem deixar que uma parte da panela queime e a outra não cozinhe - fora que são lindas de morrer.

Tofu Baked Bean Casserole

1/2 large eggplant, cut into 1-inch cubes
2 medium zucchini, cut into 1-inch cubes
1 red bell pepper, cut into 1-inch pieces
1/4 vegetable oil
salt and freshly ground pepper
3 cloves garlic, divided
1 lb(500g) firm tofu, drained cut into 1-inch cubes
1 onion, peeled and coarsely chopped
2 14-oz cans baked beans
1 small handful parsley finely chopped
2 cups grated shredded cheese such as mozzarella, cheddar, Parmesan

1. Preheat the oven to 425ºF. Line 2 baking sheets with parchment and set aside. In a mixing bowl, toss eggplant, zucchini and bell pepper with enough vegetable oil to cut and season well with salt and pepper. Spread out on baking sheets, creating an even single layer on each. Roast vegetables for about 20 minutes, or until they're nicely browned but bell pepper is still a bit crisp. Remove from heat and reduce oven temperature to 350ºF. Place roast veggies in a large mixing bowl and set aside.

2. In a sauté pan, heat 1/4 cup vegetable oil on medium-high heat. Slice 1 glove of garlic in thirds and fry in oil 1 minute, being careful not to brown, turning if necessary. Add tofu and fry until golden brown, turning if necessary. Remove tofu from oil and drain on a paper-towel-lined plate. Using a slotted spoon fish out the garlic and discard. Return pan to heat. Sauté onion until translucent and season with salt and pepper. Finely chop remaining garlic cloves and add to pan; sauté for 1 minute more, then add mixture to the bowl of roasted veggies. Add the baked beans, tofu and parsley to the mixture and stir well to combine. Spread mixture into a 9-x13-inch baking pan or casserole dish and sprinkle shredded cheese on top.

3. Bake for 10 to 15 minutes until cheese is browned and mixture starts to bubble at the sides of the pan.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Apple Picking


Ontem, aproveitando o dia lindo de sol e o break dos intermináveis dias chuvosos que São Pedro nos deu, fomos bem pertinho da fronteira com os Estados Unidos colher maçãs! No ano passado não deu para ir por conta da correria da chegada, esse ano com as chuvas que não davam trégua estava difícil, estava quase desistindo de ter maçãs fresquinhas do pomar, mas nesse final de semana tudo casou, o sol com o feriado prolongado e lá fomos nós encher nossa cestinha (cestinha é modo de falar porque voltamos para casa com nada mais nada menos que 15 kilos de maçãs).

Com a fruteira cheia, hora de pesquisar no caderno de receitas e ir para o fogão para aproveitar as maçãs, resolvi começar com um bolo e uma compota.

Apple Cake

6 tbsp butter softened
2 3/4 cups all-purpose flour
3 eggs
3/4 sugar
3 apples peeled, cored and chopped
whipped cream, to serve

Preheat the oven 350ºF. Whisk together the eggs and sugar until pale and fluffy, then beat in the butter until combined. Sift flour to the mixture and then add the apples and mix gently. Bake for 30-40 minutes. Serve it hot.

Spiced Applesauce

3 lb(1.5 kg) apples, peeled, cored, cut into 3/4-inch pieces
1 cup water
1/3 cup packed brown sugar
3-4 cardamon pods
21/2 tbsp fresh lemon juice
1 tsp cinnamon

1. Combine apples, water, brown sugar and cardamon pod in a heavy, medium-sized saucepan. Bring to a boil, stirring occasionally. Reduce heat, cover and simmer until apples are very tender, about 25 minutes. Uncover and simmer until almost all liquid has evaporated, about 6 minutes. Remove from heat. Stir in lemon juice and cinnamon. Cool 30 minutes.

2. Using a potato masher, mash apple mixture until coarse and chunky. Fish out cardamon pods. Serve at room temperature or refrigerate until cold.

Aqui o endereço da fazenda, mas a temporada de auto-colheita lá acabou hoje, mas fica a dica para o próximo outono.

Vergers Philion
389 route 202
Hemmingford, QC
JOL 1H0
450.247.3133







Vergers Philion
389 route 202
Hemmingford, QC
JOL 1H0
450.247.3133

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Um Doce ou Um Desejo?

O que faz você feliz?

A lua, a praia, o mar
Uma rua, passear
Um doce, uma dança
Um beijo ou goiabada com queijo?

Afinal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão
Dormir cedo, acordar tarde
Arroz com feijão, matar a saudade
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis
Ou são os sonhos que te fazem feliz?
Dormir na rede, matar a sede
Ler ou viver um romance

O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa
Um cafuné, café com leite, rir a toa
Um pássaro, um parque, um chafariz
Ou será o choro que te faz feliz?
A pausa para pensar
Sentir o vento
Esquecer o tempo
O céu
O sol
Um som
A pessoa ou o lugar
Agora me diz o que faz você feliz?

O que faz você feliz?
aquela comida caseira,
arroz com feijão
brincar a tarde inteira
o molho do macarrão
ou é o cheiro da cebola fritando que faz você feliz?
o papo com a vizinha,
o bife, a batatinha
a goiabada com queijo
um doce ou um desejo
afinal o que faz você feliz?

O que faz você feliz?
ficar de bobeira
assaltar a geladeira
comer frango com a mão
tomar água na garrafa
passar azeite no pão
ou é namorar a noite inteira que faz você feliz?
rir e brindar a toa
um filme, uma conversa boa
fazer um dia normal virar uma noite especial
afinal, o que faz você feliz?

O que faz você feliz?
comer morango com a mão
por açúcar no abacate
brincar com melão, goiaba, romã, jabuticaba
ou é o gostinho de infância que faz você feliz?
cuspir sementes de melancia
falar besteira, ficar sem fazer nada
plantar bananeira, ou comer banana amassada?

Afinal, o que faz você feliz?


Ontem fez um ano que eu cheguei em Montréal. O que significa que eu estou a um ano fora do Brasil e por mais que esse ano tenha sido ótimo e Montréal ser uma cidade maravilhosa, eu estou morrendo de saudade do Brasil, estou contando os dias para entrar no avião. Desde que eu comprei a passagem toda sexta-feira eu penso, uma semana a menos, uma semana a menos e assim estou tentando administrar a saudade e não deixar que ela tome conta de mim, mas está difícil, muito difícil. Num momento nostalgia, fiz de sobremesa para o jantar de comemoração com uma amiga um pavê e claro que na minha cabeça fiz comigo mesma a brincadeira sem graça "é pra ver ou pra comer", para comer é claro - e comemos muito, estava uma delícia.

Gâteau de Biscuits Cuillère à la Noix de Coco

1 boîte de lait concentré
450 cl de lait
2 oeufs
1 c.à café rase de fécule de maïs
1 paquet de biscuits cuillère
20 cl de crème fraîche
50g de noix de coco râpée
2 c. à soupe de cacao en poudre non sucré
3 c. à soupe de sucre semoule
1 pincée de sel

1. Dans une casserole, portez à ébullition 20 cl de lait avec le cacao en poudre. Laissez refroidir et réservez.
2. Pendant ce temps, dans une autre casserole, faites dissoudre la fécule de maïs dans 25 cl. de lait froid, ajoutez le lait concentré sucré e les jaunes d'oeufs. Réservez les blancs dans un bol. Faites cuire à feu doux environ 10 minutes en remuant régulièrement jusqu'à ce que le fond de la casserole apparaisse.
3. Versez cette crème encore chaude dans un plat rectangulaire. Trempez rapidement les biscuits cuillère dans le lait au chocolat et deposez-les sur la crème jusqu'à la recouvrir entièrement.
4. Ajoutez une pincée de sel aux blancs d'oeufs et 1 c. à soupe d'eau, puiz battez-les encore. Versez ensuite délicatement la crème fraîche.
5. Étalez cette crème sur les biscuits cuillère et saupoudrez-la de noix de coco râpée.

domingo, 4 de outubro de 2009

Bolo de Limão

Minha mãe sempre me falou que quando a gente recebe convite para visitar a casa de alguém, devemos sempre levar um pequeno presente para o anfitrião, ou uma garrafa de vinho, flores, uma sobremesa, um mimo para agradecer o convite.

Ontem fui convidada para jantar e resolvi experimentar a receita do bolo de limão do Panelinha, é a receita mais acessado do site e faz jus à sua popularidade.


Bolo Delícia de Limão
- do Panelinha

3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
220 g de manteiga em temperatura ambiente
2 xícaras (chá) de açúcar
4 ovos
1 xícara (chá) de leite
raspas de 2 limões
manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar

1. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte uma fôrma redonda ou de pudim com manteiga e polvilhe com farinha de trigo.
2. Passe pela peneira a farinha, o fermento e o sal. Reserve.
3. Na batedeira, bata a manteiga até que fique fofa. Adicione o açúcar e bata apenas para misturar. Junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Diminua a velocidade e adicione os ingredientes peneirados aos poucos, alternando com o leite. A cada adição, bata apenas para misturar.
4. Desligue a batedeira, adicione as raspas de limão, misture com uma espátula e transfira para a fôrma. Nivele a massa girando a fôrma rapidamente sobre a mesa.
5. Leve ao forno preaquecido e deixe assar por aproximadamente 45 minutos. Espete um palito no bolo para verificar o ponto. Se o palitinho sair sujo de massa, deixe assar mais um pouco. Depois de assado, retire o bolo do forno e deixe esfriar por mais 5 minutos.
6. Num prato grande, desenforme o bolo e espalhe o glacê com uma colher. Se quiser, decore com fatias bem finas de limão e sirva a seguir.

- Glacê
1/3 xícara (chá) de suco de limão peneirado
2/3 xícara (chá) de açúcar

Enquanto o bolo esfria, numa tigelinha misture bem o suco de limão e o açúcar. Reserve

quarta-feira, 30 de setembro de 2009