quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Pedala Robinho

Foi assim que eu me senti quando o atendente da central de atendimento da Bixi me falou o total que foi cobrado no meu cartão de crédito pelas duas bikes que eu aluguei ontem.

Ontem o dia estava lindo, sol, calor e a minha folga pela frente, quando a vizinha me convidou para fazer um passeio de bike não pensei duas vezes e lá fomos nós testar as tão comentadas Bixis, sucesso total em Montréal, como as Vélibs de Paris, exportadas para Londres e Boston, etc, etc. Eu achei a oportunidade ótima para fazer um teste drive antes de fazer o pacote mensal(desde que eu cheguei que namoro a idéia de ter uma bicicleta, mas por diversos motivos ainda não comprei uma e a possibilidade de alugar uma bike quando você quer dar um passeio me agradava muito). Mas eu não entendi direito como o sistema funcionava, eu entendi que você pagava uma diária de 5 dólares para ter direito a uma bicicleta por 24 horas e que se você trocasse de bicicleta nos docks começava a pagar os adicionais. Mas ledo engano, 5 dólares é o preço para ter direito a um código por 24h, durante esse período você pode fazer trajetos ilimitados MAS esses trajetos não podem passar de 30 minutos, passados 30 minutos você começa a pagar as tarifas(muito salgadas por sinal).

Não vou tirar a minha parte de responsabilidade da jogada porque fui eu que fiz confusão e não entendi direito, mas que eles escreveram de uma forma extremamente confusa eles escreveram, levando-se em conta que nós duas somos pessoas educadas e esclarecidas e as duas entedem francês e inglês sendo que a vizinha é une vraie bilingue, problema com a língua não foi, o negócio é mal explicado mesmo. Para quem ainda não experimentou a Bixi e quer experimentar ela funciona assim, você pode fazer a inscrição por um ano(de Maio a Novembro) por CAN$ 78.00, por um mês CAN$ 28.00 ou por um dia CAN$ 5.00. Essa inscrição só te dá direito ao acesso às bicicletas nos docks, cada bicicleta que você tira você tem 30 minutos gratuitos, passados os 30 minutos vocês tem que devolver a bicicleta em qualquer dock se não você começa a pagar as tarifas, + 30 minutos CAN$ 1.50, + 30 minutos CAN$ 3.00 e para cada 30 minutos subseqüentes CAN$ 6.00. Eu e a vizinha saímos ambas despreocupadas e empolgadíssimas com as bicicletas, andamos com elas 2 horas e a brincadeira saiu por CAN$ 38.00.

Ou seja a Bixi é perfeita para quem quer usar a magrela como meio de transporte, para fazer pequenos trajetos(30 minutos é o tempo médio de locomoção no centro de Montréal, onde estão localizados os docks da Bixi). A idéia é não vá de busão e metrô, vá de bicicleta. Nesse sentido ela realmente é ótima, MAS se você como eu quer a magrela para fazer passeio no seu dia de folga a Bixi não é para você. Confusões a parte o sistema continua sendo caro, segundo o artigo que saiu no La Presse, comparado com Paris, Munique, Barcelone e Lyon Montréal é a cidade onde o serviço é mais caro(no artigo tem uma tabela comparativa).

A prova que nós não nos enganamos tanto assim é esse post do blog Urban Green Girl, escrito há pouco menos de um mês, a dona do blog também cometeu o mesmo erro e ela é da terrinha.

Valeu para experimentar mas na próxima vez eu vou de taxi, minhas convicções de ser green e eco-friendly só vão até onde dói o bolso.

2 comentários:

Cahier d'artiste disse...

O que se passa contigo flor?
Não conseguimos mais nos falar...dê notícias de vez em quando....Bj

Fu disse...

Hahahaha, pedala Robinho eh otino! Vale dizer que apesar do preco salgaderrimo, o passeio foi super legal e cheio de aventuras. Afinal ja andamos pelas ciclovias mais movimentadas, cheias de altos e baixos, seguimos uma senhora de 50 anos que nos deu um banho de velocidade, passamos debaixo de um viaduto cheio de carros (calma, ainda na ciclovia!) E chegamos ateh o parque Jarry!!!
Va Ari, apesar do preco, mandamos bem! Parabens pra nos!
PS: mas que tava mal explicado, tava!