quarta-feira, 17 de junho de 2009

Alguma Coisa Acontece no Meu Coração

Ontem enquanto estava trabalhando fui surpreendida pelo Caetano cantando "Sampa" na trilha da livraria. Deixei os livros de lado e parei para escutar e achei engraçado como a letra ganhou um outro significado agora que São Paulo não é mais a cidade onde eu moro. No domingo, num dia lindo de sol e calor eu recebi os queridos, Ana e Lior na parte de Montreal que eu começo a entender como minha(a prova disso é que rodamos o bairro a tarde inteira usando o meu GPS interno e não nos perdemos nenhuma vez - demos umas voltas, mas chegamos em todos os lugares) e pela primeira vez desde que cheguei(quase 9 meses já!) eu senti que realmente moro aqui e tenho que admitir que gostei da sensação.
Ontem quando fui pagar a conta no restaurante, conversando com a garçonete escutei a pergunta clássica mas que há meses não faz mais parte das minhas conversas "Mas porque você saiu do Brasil e mudou para Montreal?" Fui pega desprevenida e dei uma tapeada na resposta. Mas depois fiquei pensando nas pessoas que por escolha ou necessidade são transplantadas* para outros lugares, lembrei de uma entrevista que a Leandra Leal para a Marília Gabriela, elas conversavam sobre a possibilidade da atriz morar fora do país e o porque de tal decisão, a resposta não podia ser mais descomplicada, que não existia nenhum motivo em especial, só a vontade de mudar de ares e ela não entendi porque tanto estranhamento dos outros já que o mundo foi feito de pessoas que saíram de um lugar e foram para outro. É tão simples que fica difícil de entender.

*Termo emprestado do livro "Transplante de Menina" da Tatiana Belinky, que foi transplantada aos 4 anos da Rússia para o Brasil.

2 comentários:

Ilha e Bibi disse...

Olá! meu nome é Fabiana e tenho acompanhado ultimamente o seu blog. Realmente, explicar o motivo q se quer sair do Brasil é complicado. O mundo é uma mistura de raças tão grande q o povo ainda se assusta qdo queremos mudar a nossa vida. Há pessoas que preferem cortar o cabelo, há outras que preferem mudar de emprego, mudar de cidade. Mas onde está a surpresa qdo alguém quer mudar de país???
Abraços
Bibi

babi disse...

Não cruzava a Ipiranga com a São João muito freqüentemente, mas alguma coisa continua a acontecer no meu coração só de pensar em Sampa.

:**